Belo, por dentro e por fora, Horizonte.

Mirante do Parque das Mangabeiras
Mirante do Parque das Mangabeiras
Edifício Niemeyer, circuito cultural da Praça da Liberdade
Edifício Niemeyer, circuito cultural da Praça da Liberdade

A capital mineira se revelou aos nossos olhos, um verdadeiro tabuleiro de peças, formas e desenhos harmônicos de arquitetura.

Praça da Liberdade
Praça da Liberdade

A avenida do Contorno abraça a cidade que já nasceu com status de capital de Minas Gerais.

Centro Cultural Banco do Brasil
Centro Cultural Banco do Brasil
Palácio da Liberdad
Palácio da Liberdade

Os mineiros saíram das fronteiras do Contorno e foram desenhando uma cidade com parques, lagoas, mirando sempre o Horizonte.

Palmeiras imperiais da Praça da Liberdade
Palmeiras imperiais da Praça da Liberdade

Recentemente, declarado Patrimônio Cultural da Humanidade, a Pampulha representa um espaço de lazer, cultura e encontro.

Igreja São Francisco de Assis - Igrejinha da Pampulha
Igreja São Francisco de Assis – Igrejinha da Pampulha

Fica difícil  nominar um local em Beaga.

Todos sem nenhuma exceção, são belos, tem história, são receptivos e como os moradores mesmo afirmam: Já que não tem mar, vamos ao bar.

A Pão de Queijaria serve esta iguaria.
A Pão de Queijaria serve esta iguaria.

E foi nos bares que os blogueiros de viagem se encontraram e puderam provar desta iguaria mineira chamada pão de queijo.

Pão de queijo que eu devorei sem nenhuma cerimônia
Pão de queijo que eu devorei sem nenhuma cerimônia

Desafio a todos encontrar melhor pão de queijo em qualquer canto deste Brasil.

Saideira no boteco 222
Saideira no boteco 222

E a cerveja? Bem a cerveja é um capitulo a parte.

Ilha Dominicana me surpreenda!

O projeto Eu Tô Com A Macaca surge de uma inquietação minha de escrever e atualizar o blog mais seguido.

Aeroporto Punta Cana Republica Dominicana
Aeroporto Punta Cana Republica Dominicana

O “eu tô com a macaca” vai para o Caribe e desce em terras dominicanas. Precisamente em Punta Cana, nas asas de um avião.

Foi só evocar a macaca que o lá de traz se manifestou. Tô de cara, heheheh
Foi só evocar a macaca que o lá de traz se manifestou. Tô de cara, heheheh
Los macaquitos no Caribe.
Los macaquitos no Caribe.

Em terra firme evoco a está ilha, banhada pelo mar do Caribe e do Atlântico: Republica Dominicana me surpreenda! Eu tô com a macaca!

Playa Juanillo Punta Cana foi para lá que eu fui..
Playa Juanillo Punta Cana foi para lá que eu fui..
Surpreendentemente lindo o mar do Caribe.
Surpreendentemente lindo o mar do Caribe.

Entre águas transparentes e quentinhas, areia branca que nem farinha, eu assisto o gesto desesperado de um guia para salvar uma estrela-do-mar, ele sacode, assopra, reza uma ladainha e em um momento de suspense, eu sem saber o que fazer invoco “a macaca”, tem que dar certo.

Mais tentativa do guia ...
Piscina natural La Palmilla mar do Caribe o guia na tentativa de salvar a estrela-do-mar
SAMSUNG CAMERA PICTURES
O guia consegue salvar a estrela-do-mar!
Tenso...
Tenso…

Ele larga a estrela-do-mar e ela afunda para respirar longe de nosso alcance. Ufa! Esta foi por um triz!

A estrada de lama para acessar a praia El Limom..
A estrada de lama para acessar a praia El Limom..
Condução ideal para estrada.
Só este jipão para encarar estrada de lama…

Em visita a uma praia virgem na busca de algo intocável, por estradas de terra e lama, novo suspense, o que vem pela frente?

Enfim na praia deserta.
Enfim na praia deserta.
Coqueiros inclinados quase alcançam o mar.
Coqueiros inclinados quase alcançam o mar.

O Atlântico rebentando forte na beira da praia, com troncos de coqueiros caídos, e uma floresta deles inclinados pelo vento, parecendo querer tocar com seus galhos as espumas, daquele mar em degrade de tons azuis.

em praia deserta a roupa é desnecessaria, pelo menos para mim...
Em praia deserta a roupa é desnecessaria, pelo menos para mim…
2016-02-16 12.12.42
Tenho que vencer toda esta floresta até lá a ponta.

Caminhando nesta praia deserta pela areia e trilhas, já podendo me desfazer das roupas, vou me distanciando cada vez mais, hipnotizada pela floresta de coqueiros.

Agora uma pausa para descansar da caminhada.
Uma pausa para descansar da caminhada e posar para foto

Quando o calor e o cansaço vencem, busco uma sombra embaixo dos coqueiros para relaxar, não sem antes dar uma verificada na situação dos cocos, para evitar uma possível queda de algum deles em minha cabeça, que é dura, mas não sei se aguenta um coco caindo lá do alto.

Antes verifiquei a segurança para descansar na sombra.
Antes verifiquei a segurança para descansar na sombra.

Não quero aumentar a estatística, da quantidade de acidentes com morte, por um coco caído na cabeça.

O barulho atrás de mim eram de porcos selvagens.
O barulho atrás de mim eram de porcos selvagens.

Não passou muito tempo, ouvi um barulho esquisito, parecia uns grunhidos. O que será que tem em uma praia deserta que parece grunhidos de porco?

Vários deles se aproximando do lugar onde eu estava descansando.
Vários deles se aproximando do lugar onde eu estava descansando.

Virei-me para olhar e eram porcos selvagens, se alimentando de cocos, a poucos centímetros do local em que eu descansava.

Porcos na beira do mar.
Porcos na beira do mar.

Inacreditável! Porcos se alimentando com cocos secos caídos no chão, rachando-os ao meio com suas presas afiadas, farejando a grama, cada vez mais próximo do local onde eu estava descansando.
Interessante a alimentação destes suínos com coco. Isto deve ser muito bom e saudável, não encontrei na ilha nem uma indicação de cardápio contendo carne de porco alimentado a base de coco.
“Eu tô com a macaca” se traduz pelo elemento surpresa, quando vê a importância de preservar as estrelas-do-mar em seu ambiente natural, o mar. E, não nas bancas de souvenir para os visitantes.

descansando embaixo do
Descansando embaixo do coqueiro verde, cocos e corais por todo lado na areia.

Preservar os coqueiros para alimentar os porcos selvagens e abrigar na sombra visitantes deslumbrados que nem eu.

Encontro de inverno privilegiado pelo calor!

Só Nossa Senhora das Maravilhas, abençoando o I Tchêncontro de inverno no RS, para garantir que a única coisa que não fez nenhuma falta, foi o frio.unnamed (5)

SAMSUNG CAMERA PICTURES

unnamed (7)

Os blogueiros, vindo de vários cantos do país que participaram, tiveram a oportunidade de usufruir das cidades de Porto Alegre, Bento Gonçalves e Garibaldi nas ruas, nos parques e nos bares.
SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

unnamed (19) unnamed (15)

Teve roda de chimarrão para aproximar os que chegaram.
IMG_4493 unnamed Foram três dias intensos de passeios, com o clima surpreendendo a organização.unnamed (10)

SAMSUNG CAMERA PICTURES

unnamed (14)
Foto:Fratus

Até hoje, relembro o passeio no Barco Cisne Branco pelas águas tranquilas do lago Guaíba, a admiração de fotografar o skyline da cidade pela primeira vez, de dentro do rio.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Eu vivo nesta cidade a mais de quarenta anos e ela continua a me surpreender com sua beleza.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES
Por todos os relatos, que eu li e compartilhei no facebook, dos blogueiros que aqui estiveram para o encontro, a programação acertou em cheio. Muitos elogios e gosto de quero mais, faça chuva, frio ou sol.
unnamed (12) unnamed (3)

 

IMG_5169
Apresentação CTG 35                                                                                                                                                                                                Foto: Gleiber
TcheDia3-22
Foto: Fratus

unnamed (9)O Sul encantou a mim e a todos aqueles que vieram visitar, no final de julho, e puderam usufruir da hospitalidade versada, cantada e dançada com alegria no encerramento do encontro no CTG 35.

A despedida foi calorosa na terra do frio que não fez falta.logos_apoio

Blogs Participantes:

Quanta coisa para contar, que eu vivi este ano, no naturismo.

Coisa boa é morar em um pais, que em qualquer época do ano, pode-se decidir: quero ir para o verão.
Foi isso que eu fiz, junto ao Brasil Naturista: Expedição Nordeste, embarquei para o verão.

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Foram trinta e quatro dias, de ida e volta, do sul para o nordeste do Brasil.
A bordo do motor home Camelo sai de Porto Alegre em uma madrugada fria de inverno em busca de outras paisagens.

Por hora estou muita atrasada com os posts anteriores de outras viagens. Contarei esta aventura em detalhes aqui no blog.
jorge bispo unnamed (45)

Como, também falarei sobre, a viagem ao Rio de Janeiro, em maio, atendendo o convite do talentoso fotografo Jorge Bispo para gravar o programa Ap. 302 no canal 150, TV Canal Brasil, que está no ar em sua segunda temporada, toda a sexta-feira a meia noite, eu aviso, mais próximo da data, quando irá ao ar o programa que gravei…
Do Rio e Janeiro fui direto para Brasília participar do, festival naturista de música PlanatFest, no Clube das Cascatas, e das comemorações dos vinte anos do Planat,

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Naturistas do Planalto Central, o festival começava cedo, início da tarde e varava a noite, com apresentações no palco de músicos e bandas, participei desta maratona musical e ainda fiz trilha até as cachoeiras, esta é para os fortes, depois vou falar melhor sobre isso…

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

O TchÊncontro, o primeiro encontro de blogueiros no sul, em final de julho, era para ser um encontro de inverno, que em uma incrível inversão no tempo, naquele fim de semana especifico, fez verão, aguardem que eu vou contar como isso aconteceu…

tchencontroFoto: Carina Moreschi

 

IMG_4500

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Na metade de agosto, foi o aniversário de vinte anos, do Clube Naturista Colina do Sol, neste o clima variou de frio para ameno e de ameno para calor. Deu para ficar nu, se cobrir com a canga, durante o dia, e a noite usar agasalho. Quer saber como foi a festa de aniversário da Colina? Irei contar muito em breve…

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

Convite de viagem relâmpago para Bahia, passar uma semana, para gravações e filmagens na paradisíaca praia de Massarandupió e outros locais naturistas. Vem coisa boa por aí, peço um pouco mais de paciência, para brevemente contar os detalhes e o que mesmo fomos fazer…

SAMSUNG CAMERA PICTURES

SAMSUNG CAMERA PICTURES

 

Nestas mudanças de clima e temperatura, saindo do frio para o calor e retornando ao frio no sul do pais, o ano passou e eu nem vi.
Agora é correr atrás para colocar os assuntos em dia, e contar para vocês tudo que eu vivi nas minhas aventuras pelo universo naturista do Brasil.

A Casa do Abacateiro.

unnamed (69)É o nome de um hostel, poderia ser nome de um livro. O hostel está instalado em uma rua tranquila do bairro de Botafogo no Rio de Janeiro, ele tem muitas histórias de viajantes para contar.
unnamed (66)Iniciando pela dona do hostel a Cláudia, uma jovem colombiana incrível, que veio estudar no Brasil, se encantou com a cidade e arranjou um jeito de ir ficando por aqui.
unnamed (83)Algum tempo depois de trabalhar em um hostel, montou o seu próprio. A Casa do Abacateiro, um ambiente acolhedor, em um casario antigo da rua São Manuel, número trinta.
unnamed (90)Na sala do hostel já teve até festa de casamento de uma amiga. A mesa de refeições é dividida com muitas pessoas, oriundas de vários lugares diferentes, sotaques e línguas estrangeiras fazem de tudo para se entenderem, “é uma casa muito engraçada”.
unnamed (67) unnamed (85)Neste vasto universo de recortes culturais, e um mundo colorido de pessoas que passam por ali, vão sendo costurados, todos dias, as impressões que cada um traz de suas andanças pelo mundo.
unnamed (89)Foi o local escolhido para eu me hospedar no Rio de Janeiro, pela produção dos episódios ap.302, do fotografo Jorge Bispo, programa que gravei para emissora de TV Canal Brasil. Fui gravar a segunda temporada.
unnamed (45) unnamed (56)Conversando com a Cláudia, a dona do hostel, descobri que ela também havia gravado o programa na primeira temporada e como tinha sido reveladora esta experiência em sua vida.
jorge bispoCom tantas histórias de pessoas que passam por este casario antigo, em frente a um enorme pé de abacateiro, podia sim, inspirar um livro de contos de viajantes.

unnamed (28)