Quem sou eu

galcy_perfil

Eu, como no filme o “Curioso Caso de Benjamim Button”, nasci velha e fui rejuvenescendo. Minhas fases: na infância, muito responsável; na adolescência, muito intelectualizada. Fiz um curso profissionalizante, porque minha vocação era trabalhar. Fui admitida, imediatamente depois de formada, numa empresa pública. Lá conheci meu parceiro, porque foi isso que fomos um para o outro, sócios de uma vida em comum. Fui “mulherzinha” de cuidar de casa. Não tive filhos, tive enteados com quem convivo até hoje. Embora tenha me separado do pai deles, fui considerada uma “boadrasta”.

Como profissional dedicada fiz carreira. Fui chefia, não tinha nada de errado com minhas escolhas. Apenas uma enxaqueca que teimava em permanecer quinze dias direto, todos os meses, me obrigando a tomar analgésico durante este período.

Para minha família, fui sempre exemplo de pessoa determinada, independente, que não tem medo de ir à luta. Fui considerada pelo namorado de uma de minhas sobrinhas de pós-moderna.

Com esse currículo, só podia abraçar causas de muita responsabilidade. Cursei Pedagogia e também fiz formação de base na Unipaz – Universidade da Paz.

Objetivo: trabalhar pela paz de nosso Planeta.

Acorda mulher é muita ambição!

Foi no curso da Unipaz, assistindo a um vídeo sobre uma vila naturista, chamada Colina do Sol, localizada em Taquara, apenas 70 km de distância de Porto Alegre, que as coisas em minha vida tomaram outro rumo.

Aceitei o convite para visitar o local naquele mesmo dia. Foi inacreditável, um dia perfeito, eu começava ali a rejuvenescer e a projetar para minha vida uma busca pela paz. Mas pela paz interior, que eu vivenciei ao tirar a roupa, em ficar socialmente nua, sem disfarces nenhum. Aceitando as imperfeições construídas na minha mente, pude iniciar um trabalho de me desvencilhar de preconceitos com o meu corpo.

A nudez te faz inocente como uma criança. Tu não quer saber de julgar nada, quer só vivenciar os efeitos desta liberdade de conviver nua com os outros, junto da natureza.

A palavra é liberdade e tu só podes ser livre, se não carregares o fardo do preconceito, dentro de ti.

Foi assim que eu escolhi viver o mais natural possível, despida de corpo e alma.

Só isso já te traz uma paz.

71 thoughts on “Quem sou eu

  1. Glacy, eu gostaria de conhecer a praia de Massarandupió com minha esposa, mas li alguns comentários que la estaria sendo usado como ponto pra swing. Isto procede?
    Quando é melhor para irmos, durante a semana ou no final, onde talvez o movimento seja maior ?

  2. Eduardo, você pode acessar o site wwww.brasilnaturista.com.br, lá tem todas as informações sobre como fazer parte da comunidade naturista.
    Um abraço,
    Glacy

  3. boa tarde,
    peço sua ajuda , para encontrar , onde fica e como fazer contato com a ilha de juruba em paraty…,
    obrigado,

  4. Bom Dia, vc é uma guerreira uma grande mulher gostei do seu blog gostaia de recebe mas novidades sobre tambaba minha linda amiga!

  5. Gostei de seu blog e me identifico com a prática. Em novembro, visitarei pela primeira vez a Praia do Pinho. Espero passar um dia muito bom por la. Ainda quero poder fazer como você, viajar o país a procura de lugares e amigos naturistas. Beijo a ti

  6. Hola! No hablo portugués pero puedo entender bastante al leer. Me gustó mucho su historia y me gustaría algún día poder vivir la vida al natural y visitar Colina do Sol. Felicitaciones por su alegría y determinación de llevar esta vida.

  7. oi glacy meu nome e adriama eu e meu marido fomos conhecer essa praia e me encantei com o lugar. a censasao de liberdade e muito boa queremos ficar na pousada p ver o. o nacer. do sol que devi ser lindo bjs. linda

  8. Olá.
    Vc pode me dar dicas sobre Cap d’Agde e Croácia?
    Estou pensando em ficar no Rene Olstra em Cap d’Agde e no Solaris em Porec na Croácia.
    Obrigado,
    Roberto

  9. Olá Glacy! Admiro seu trabalho e de seus colegas de blog, site, revista… Pessoas com uma mente aberta e uma linda filosofia de vida. Infelizmente aqui em Fortaleza CE não conheço pessoas adeptas ao naturismo e nem alguma praia ou clube em que se possa frequentar de forma livre e tranquila. Mas quem sabe isso possa mudar e voce que são autoridades no naturismo possam vir a influenciar e de repente dar um pontapé inicial na prática por essas bandas. Grande abraço e parabéns pelo lindo e excelente trabalho.

  10. ola, meu nome e Edson, 54 anos, militar reformado, tres filhos, dois netos, divorciado, ha 15 anos paquero o naturismo sem nunca ter ido . Moro no centro de bh, e gosto de viajar e quem sabe praticar o naturismo. Meu problema e que quase sempre, como agora não tenho companhia, o que quase sempre é impecilho para as regras do naturismo. Mas gostaria de receber informaçoes.

  11. Olá.
    Tudo bem?
    Gostaria de saber como consigo entrar em contato com a Aldeia Flor D’Agua. Ou se possível, mais informações de como chegar até lá.

    Desde já agradeço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *