Um ano que começa na beira do mar

O show de fogos de artifícios nos deixou por mais de dez minutos hipnotizados.
O show de fogos de artifícios nos deixou por mais de dez minutos hipnotizados.

Foi assim que rompemos o ano de 2015, na beira do mar, na praia naturista do Pinho, em Santa Catarina.

Confraternização com os velhos e novos amigos naturistas que se encontravam na praia do Pinho.
Confraternização com os velhos e novos amigos naturistas que se encontravam na praia do Pinho.

O diferencial não foi só a nudez, foi a exata proporção de tudo: do sol, da chuva, do tom de azul do mar, das piscinas que se formavam junto as pedras na maré baixa, da ceia de réveillon, dos fogos de artifícios na beira da praia, da confraternização com os velhos e novos amigos.

Vista privilegiada da prai no mirante do Pinho.
Vista privilegiada da prai no mirante do Pinho.

Um ano para continuar no mesmo embalo que iniciou, fazendo de tudo para não desperdiçar a alegria.

As nuvens carregadas de chuva...
As nuvens carregadas de chuva...
Arrumação do acampamento...
Arrumação do acampamento...

Entrou água na barraca no camping, a gente se arranjou no outro lado que ficou seco, na certeza que no dia seguinte o sol viria a  brilhar e poderíamos esparramar no gramado tudo que molhou para secar.

O sol brilhou pela mãe soberano no mar...
O sol brilhou pela mãe soberano no mar...
Alegria de desfrutar um banho de mar num dia ensolarado...
Alegria de desfrutar um banho de mar num dia ensolarado...

Aceitamos os improvisos, é o melhor que temos para o momento. Nem pensamos em fazer limonada do limão, estava tudo correndo exatamente como tinha que ser.

Selfie na ceia de réveillon...
Selfie na ceia de réveillon...
Atração da ceia foi o boi no rolete by: Papito
Atração da ceia foi o boi no rolete by: Papito
Decoração da mesa com direito a lentilha garantindo a fartura para a entrada do ano
Decoração da mesa com direito a lentilha garantindo a fartura para a entrada do ano

Entramos com o pé direito, e com tudo que tínhamos direito:  alegria, festa, música, champanhe para brindar.

Salve São Jorge!!
Salve São Jorge!!

O ano novo, que chegou na garupa de São Jorge, galopando nas areias, que foram lavadas sete vezes, pelas ondas do mar.  Soprado pelo vento da bem-aventurança, para todos aqueles que estavam nus e vestidos de esperança, em um mundo de paz.

Modernas instalações para recepcionar o turista.
Modernas instalações para recepcionar o turista.

Quem veio para praia do Pinho passar o réveillon viu, quem não veio pode ver nas reportagens do site www.brasilnaturista.com

Um começo de ano com o pé direito, como deve ser.
Um começo de ano com o pé direito, como deve ser.

Se o começo do ano foi de um bom auspício, auspicioso será o ano!!

Este é o nosso desejo, para todos os assinantes e leitores do blog que são nossos parceiros e incentivadores e, o motivo maior de trazer sempre boas noticias sobre o mundo naturista.

Dez motivos para passar as festas de final do ano na Colina do Sol

Comunidade naturista Colina do Sol Taquara/RS
Comunidade naturista Colina do Sol Taquara/RS

1º O sol, o nome já diz: Colina do sol é um lugar ensolarado no alto de uma colina com vista para o vale, cercado de montanhas. Quem não vai querer entrar um ano Iluminado.

A decoração natalina está até rua...
A decoração natalina está até na rua...

2º A Comunidade esta embelezada para a ocasião até as árvores da rua recebem um toque natalino.

Confraternização entre os colineiros...
Confraternização entre os colineiros...

3º Nove entre dez colinenses recebem os visitantes “naturistas turistas” ou candidatos a naturistas que ali chegam pela primeira vez com um churrasco, autêntico gaúcho, para com eles confraternizarem. É isto que se deseja para um final do ano, confraternização com a família e os amigos, todos serão bem vindos à Colina do Sol.

Vicente e Marise são os anfitriões da festa no restaurante do lago...
Vicente e Marise são os anfitriões da festa no restaurante do lago...

4º O restaurante do lago, sob nova direção, convida a todos para a ceia de natal e ano novo, a champanhe já esta gelando, aguardando sua presença.

Zazá e Cris são as "arteiras" da loja ArteNua...
Zazá e Cris são as "arteiras" da loja ArteNua...

5º A loja ArteNua, esta fazendo arte para ninguém resistir, impossível sair sem um souvenir ou aquele presente especial e único para o seu convidado, que também é bem-vindo nesta comunidade.

Raul comandando o mercado atrás do balcão...
Raul comandando o mercado atrás do balcão...

6º Você quer participar levando alguma coisa para o almoço ou jantar, o mercado estará aberto, deixe para comprar sem filas sem correria, só pense em correr para o abraço de congratulações.

Os DJ's que irão animar a festa de reveillon...
Os DJ's que irão animar a festa de reveillon...

7º A festa esta garantida com a presença de DJ’s muita música e alegria para dançar a noite inteira com muita descontração.

O lagarto acompanhado em seu passeio pelo bosque da Colina...
O lagarto acompanhado em seu passeio pelo bosque da Colina...

8º A decisão é sua de passar um final de ano em um lugar onde o calor do verão e o calor da recepção vai deixar você muito a vontade para tirar a roupa e fazer sua prática naturista, se dê esta oportunidade. Não espera mais um ano.

Uma massagem relaxante para começar o ano bem...
Uma massagem relaxante para começar o ano bem...

9º Venha festejar e relaxar com uma massagem que te transporta para uma dimensão profunda de religação interior e entrar o ano novinho em folha.

DSC_005810º Quem não sonha uma vez na vida, que seja, fazer algo diferente, experimentar o novo, renovar-se em uma comunidade onde as pessoas andam naturalmente nuas e recebem com um sorriso no rosto.

Que graça tem de roupa?

Em Londres, ficamos sabendo que acontecia uma festa em um PUB. Para participarem, todos teriam que tirar a roupa, ficarem nus. Dizia na propaganda, que uma vez ao mês, na última sexta feira, era realizada uma discoteca nudista.

Tudo combinado para irmos à festa. No último momento, o rapaz que ia conosco, e que seria o nosso interprete, não pôde ir. Teve que trabalhar. Serviço de garçom, convocado de última hora. Não podia recusar.

Na frente do PUB
Na frente do PUB

Pegamos o metrô e nos encaminhamos para o endereço. Chegamos um pouco mais cedo, para achar o local. O mapinha estava na mão. Chegamos juntos com os organizadores da festa. Enturmamo-nos com nossa meia dúzia de frases em inglês. Entramos. Na portaria tiramos a roupa e descemos para o bar. O promoter da festa nos apresenta, para um londrino, que sabia falar muito bem o português. Conhecia o Brasil e já tinha visitado a praia naturista do Pinho, em Santa Catarina. Isto sim que é contar com a sorte.

Na portaria tirando a roupa.
Na portaria tirando a roupa

Estamos lá enturmados. Conversando. Aproxima-se um moreno sorridente, me oferecendo um chopp. Bonitão, simpático, mas cadê que eu consigo iniciar um bate papo. Vem em meu socorro, minha amiga, quando ouviu ele me perguntando, se eu não falava italiano. Pois bem, ela sabia falar italiano. Ficou entre nós, de intérprete. Muito engraçado paquerar com alguém, via um terceiro. Eu não estava fazendo nada, ele também. Que mal faz se conhecer. E minha amiga, torcendo para que eu me desse bem na festa, deu aquele empurrãozinho.

Carina e Marcelo com os promoter
Carina e Marcelo com os promoter

O lance mais esquisito foi quando estávamos dançando, e me caiu a ficha. Pensei cá comigo: Gente! Eu, natural de Pedro Osório, interiorzão do sul do Brasil, na noite londrina, dançando nua no meio da pista, com um cara também nu, sem entender nada de inglês. Com uma música, “bate estaca”, pista lotada. Se eu contar, ninguém vai acreditar!

Eu e Carina em um papo animado
Eu e Carina em um papo animado

Para se estabelecer uma relação com alguém o que funciona, desde o início dos tempos, é a química. Não tem look, conversa interessante ou status que substitua a química que rola entre duas pessoas, assim que uma põe o olho na outra.

As fotos foram permitidas só com o PUB vazio.
As fotos foram permitidas só com o PUB vazio

A noite estava maravilhosa, mas eu tinha que sair antes do horário do último metrô. Trocamos número de telefones e combinamos de nos encontrar no jardim da Rainha, no dia seguinte.

Por que na luz do dia, num parque florido, devidamente vestidos? Será que nos encontrando de roupa, teríamos a mesma química da noite anterior? Isso eu fui descobrir depois.

Indo para o parque da rainha em Londres
Indo para o parque da rainha em Londres