Começando o ano com poesia

SONETO DA VIDA

(Adilene Matos)

A natureza me encanta.

Momento de inspiração de Adilene
Momento de inspiração de Adilene

Cantos de ave, vento, água…

Sol me aquece e vivo!

Praia de Tambaba/PB
Praia de Tambaba/PB

Essa música me encanta,

O encanto é a vida,

As águas transparentes e mornas das piscinas naturais
As águas transparentes e mornas das piscinas naturais

Vida, eu te vivo!

Espírito embala corpo

O sol que aquece a alma
O sol que aquece a alma

Entoando som divino,

E, assim tão menino…

A mulher menina
A mulher menina

Veste-me como menina.

Guiada por um anjo

Sentada na areia a beira mar
No doce balanço do mar...

Travesso transparente

Abraço, cheiro o meu dia,

Que ri e corre contente!

O corpo secando ao vento
O corpo secando ao vento

Abraço, cheiro o meu dia,

Que ri e corre contente!

Recebi, este presente de Adilene, para publicar no blog como primeiro post de 2012. Ela e o marido Paulo são de Recife,  frequentam todo o final de semana a praia naturista deTambaba, na Paraíba.
Um ano de poesia e sensibilidade para todos os meus leitores!

Receba o ano novo como veio ao mundo

Conheço muitos lugares bonitos no Brasil mas o nordeste é especial.

Vista do mirante de Tambaba/Costa do Conde/PB
Vista do mirante de Tambaba/Costa do Conde/PB
Final da praia de Tambaba inicio de praia Bela.
Final da praia de Tambaba, início da praia Bela.

As belezas naturais da Costa do Conde, litoral sul da Paraíba, encantam ao visitante, até mesmo os frequentadores assíduos das praias, todo dia, conforme a maré tem um movimento de areia cobrindo e descobrindo os arrecifes.

Praia do Coqueirinho/Costa do Conde/PB
Praia do Coqueirinho/Costa do Conde/PB
Praia Bela/Costa do Conde/PB
Praia Bela/Costa do Conde/PB

O cenário muda constantemente. Aqueles que buscam por tranquilidade ou por locais mais badalados encontram, neste pedaço do litoral, divertimento garantido.

As piscinas naturais com a maré baixa em Tambaba
As piscinas naturais com a maré baixa, em Tambaba
As piscinas naturais com a maré subindo em Tambaba
As piscinas naturais com a maré subindo em Tambaba

A minha praia preferida é Tambaba obviamente, por ser naturista, e por concentrar todos os aspectos de beleza que descrevi do litoral.

Locais com a natureza intocável para se caminhar nu em Tambaba
Locais com a natureza ainda intocável para se caminhar nu na praia de Tambaba
Um mar infinitamente verde para se banhar...
Um mar infinitamente verde esmeralda para se banhar...

Quer fazer um réveillon diferente? Entrar o ano pulando as sete ondas nu, como veio ao mundo? Fazendo suas oferendas sem disputar espaço na areia com centenas de pessoas?

As pedras são esculturas a céu aberto feitas pelo vento e o mar
As pedras são esculturas a céu aberto, feitas pelo vento e o mar
Impossivel não se curvar diante de tanta beleza natural
Impossível não se curvar diante de tanta beleza natural
O mar que cava na areia deixando a mostra monumentos de pedras
O mar que escava, revelando os monumentos de pedras, encobertos pela areia

Ainda dá tempo. Busque a renovação, dispa-se de qualquer preconceito, se ainda os tiver, surpreenda ao outro convidando-o para uma entrada de ano diferente.

Lugar ideal para confraternizar com os amigos
Lugar ideal para confraternizar com os amigos
Visto assim do alto a praia de Tambaba é de tirar o folêgo
Visto assim do alto, a praia de Tambaba é de tirar o folêgo

Saudar a meia noite, como veio ao mundo, pode ser um renascimento para algo completamente novo e cheio de significado. Fé no que vira em 2012!

A aventura pode ser maluca, o aventureiro não.

Os aventureiros saindo da Arca de Bilú/Tambaba/PB
Os aventureiros saindo da Arca de Bilú/Tambaba/PB

As trilhas de Tambaba além, de boa dose de adrenalina, trazem ao espirito aventureiro a certeza de estar em um local de beleza, sons e cores difíceis de traduzir em palavras. A mata só se revela para quem a respeita e admira.

Inicio da trilha: saindo do asfalto e entrando na mata
Inicio da trilha: saindo do asfalto e entrando na mata

Eu tive este privilégio. Fiz duas trilhas e vou relatar aqui no blog embora, saiba que a aventura não se traduz se sente. A pessoa sai de dentro da mata diferente de como entrou e isso é intraduzível.

O clima é outro na sombra das árvores
O clima é outro na sombra das árvores

Portanto vamos à trilha:

Trilha de Cajueiro

Saída do Restaurante Arca de Bilú.

Eu ao lada da guia Rosana
Eu ao lado da guia Rosana

Seguindo em frente pela estrada asfaltada, logo em seguida a direita, entra na mata fechada vai caminhando até encontrar um velho pé de cajueiro, que não floresce mais e nem dá frutos, mais esta ali imponente, dando sombra e servindo de abrigo a fauna.

O pé de cajueiro mais antigo do mundo das matas
O pé de cajueiro mais antigo do mundo das matas

Segue a trilha na mata observando a diversidade da flora e os imensos formigueiros ao lado do caminho.

Deitamos para relaxar e ouvir os sons da mata
Deitamos para relaxar e ouvir os sons da mata
A vista que se tem deitados da copa das árvores
A vista que se tem deitados da copa das árvores

No meio da mata fechada em uma clareira um momento de reflexão e relaxamento, o grupo é convidado a deitar-se de costas sobre o tapete de folhas, em baixo das copas de árvores para ouvir os sons da mata e do mar.

Seguindo o caminho da trilha
Seguindo o caminho da trilha
Aqui a corda auxilia para não escorregar
Aqui a corda auxilia para não escorregar

Segue até a descida “Escorrega Lá Vai Dois”, este nome sugestivo é para chamar atenção, se a pessoa que estiver atrás na trilha escorregar, ela vai levar ao chão quem estiver a sua frente. É colocada uma corda na margem da descida para que as pessoas possam descer em segurança, sem levar ninguém no escorrega.

Descontração no balanço
Descontração no balanço

Mais adiante na descida tem uma árvore deitada sobre o caminho, serve de balanço (Balanço de Parinan) para o deleite do caminhante que fica se embalando e curtindo o frescor da mata.

Na descida em direção ao mar
Na descida em direção ao mar

Passada esta etapa segue descendo a falésia pela trilha na mata até se descortinar a vista da praia naturista de Tambaba.

descendo cada vez mais
descendo cada vez mais

A travessia na praia é nu, o banho é opcional, vai até o outro lado passando as escadarias, onde ficam as piscina naturais e é necessário o traje de banho para banhar-se nas piscinas pois, fica dentro da Tambaba não naturista.

Aqui despimos nossas roupas
Aqui despimos nossas roupas

Adiante na caminhada de areia segue-se para a praia de “Macelia” lá pode-se ver a “Pedra do Despacho” onde são realizados ritos umbandistas do Culto de Jurema, conhecido também, como um dos sete chakras do planeta terra pelo culto da umbanda.

A merecida recompensa na areia, logo ali o mar
A merecida recompensa na areia, logo alí o mar

Seguindo a trilha atravessa uma pequena falésia até a praia conhecida como “Arapuca”, nome dado pelos surfistas tal é a forçadas ondas que ali rebentam. Lá pode-se encontrar verdadeiras obras de artes naturais, feitas nas paredes das falésias, pela erosão dos pingos de chuva batendo na argila colorida.

As falésias da Arapuca
As falésias da Arapuca

Sobe-se os degraus esculpidos na falésia até o “Mirante da Escadaria” onde se avista a praia de Tambaba a direita e a do Coqueirinho a esquerda, num visual de tirar o folêgo do apreciador.

A vista de cima da falésia é de tirar o folêgo
A vista de cima da falésia é de tirar o folêgo

Dali retorna pela trilha em cima da falésia, sentindo o cheiro do alecrim do mato e sob o olhar atento dos corvos na copa das árvores.

No final uma saborosa mesa de frutas nos aguardava
No final uma saborosa mesa de frutas nos aguardava

O final é na chegada ao restaurante, onde se pode tomar uma chuveirada, para se refrescar do calor e saborear uma farta mesa de frutas e sucos, premio merecido, depois de tanto esforço.

São recomendados trajes esportivos leves e de banho, boné, protetor solar e cantil com água.

O grau de dificuldade na trilha é de leve a moderado.

Para fazer a trilha é necessário contatar a guia: Rosana, fones: (83) 9972 -2369 e (83) 9929-8745, mail : rosana-dinizz@hotmail.com e/ou arcadebilu@yahoo.com.br

Endereço: Rod. Abelardo Jurema – PB 008 -Tambaba/Conde/Paraíba.

Se der eu volto

Bem vindos a Paraíba
Bem-vindos a Paraíba
Aqui na praia de Tambaba/conde/PB o sol é o ano inteiro
Aqui na praia de Tambaba/conde/PB o sol é o ano inteiro
O azul do céu e do mar se alinham no horizonte
O azul do céu e do mar se alinham no horizonte

A aposta no naturismo, no calor o ano inteiro, na paisagem lunar das falésias, na imensidão do mar verde, nas aventuras das trilhas, no calor humano do povo.

Uma parada na barraca da praia do Coqueirinho/PB
Uma parada na barraca da praia do Coqueirinho/PB
Tietando o Secretário de Cultura do Estado da Paraíba o cantor Chico César
Tietando o Secretário de Cultura do Estado da Paraíba o cantor Chico César
No dia comemorativo a árvore na Aldeia Flor D'Água as frutas ganharam destaque na mesa
No dia comemorativo a árvore na Aldeia Flor D'Água as frutas ganharam destaque na mesa

Eitxa! Estão lançadas as fichas, que delicia de lugar, que maravilha de experiência, na luminosidade de um sol, que nasce primeiro aqui, por isso um brilho caprichado na manhã.

O sol nasce primeiro na Paraíba espalhando seus raios por todo o Brasil
O sol nasce primeiro na Paraíba espalhando seus raios por todo o Brasil
Caminhar bem cedo pelas areias de Tambaba/Conde/Paraíba
Caminhar bem cedo pelas areias de Tambaba/Conde/Paraíba

Até daqui a pouco meu povo. Se o vento soprar a favor eu volto, visse!

Nas alturas me sinto a propria dona do meu mundo
Nas alturas me sinto a propria dona do meu mundo
Na festa do Tambaba Reggae
Na festa do Tambaba Reggae
Fazendo um som para galera
Fazendo um som para galera

Deixo meus registros para outros aventureiros, como eu, que estiverem passando aqui por perto, cheguem. E os que estão longe, façam o plano de virem por estas bandas de meu Deus, onde o coco mata a sede e a macaxeira sacia a fome.

Os coqueiros que dão coco
Os coqueiros que dão coco
Esta mar que refresca do calor
Esta mar que refresca do calor

É só apear e ir se chegando. A vocação do povo é receber com muita simplicidade, abrem suas portas para fazer o estrangeiro se sentir em casa.

A primavera colorindo tudo
A primavera colorindo tudo
O muro em forma de ondas
O muro em forma de ondas
O sagüi espiando de cima da árvore
O sagüi espiando de cima da árvore

Difícil mesmo é estando aqui, não conter a vontade, de plantar raízes, como as do coqueiro, que deixa o vento levar suas folhas, mas o tronco fica ali firme, sem sair do lugar.

As descobertas de árvores ornamentais na mata
As descobertas de árvores ornamentais na mata
O casal caminhando no final de tarde na praia
O casal caminhando no final de tarde na praia
O surfista indo em busca das ondas
O surfista indo em busca das ondas

Notícia boa é a volta de um parceiro

Pedra do Elefante símbolo da praia de Tambaba/PB
Pedra do Elefante: símbolo da praia de Tambaba/PB

Fiquei preocupada, em junho do ano passado quando estive visitando Tambaba, com a sinalização de desfiliação da Sonata da Federação Brasileira de Naturismo, por conta de divergências de ideias e falta de diálogo. Tal fato se consumou meses depois.

Praia lotada de naturistas de todos os lugares do Brasil e do mundo
Praia lotada de naturistas de todos os lugares do Brasil e do mundo

Agora recebo a notícia que a Sonata está voltando para federação, o que é ótimo.

Tambaba é também encontro de tribos
Tambaba é também encontro de tribos

Uma praia como Tambaba na Paraíba tem que ficar acima de divergências de ideias, pois ela é a mais internacional das praias naturistas do Brasil, devido à distância menor com a Europa.

 Oscar direto da Holanda para Tambaba, Evânio e eu
Oscar Stork, direto de Amsterdam, para Tambaba. Ao lado, Evânio e eu.

A Holanda tem voos diretos com João Pessoa, o governo da Paraíba investe para incentivar o turismo internacional.

Entrevista para o programa Pânico na TV na praia de Tambaba
Entrevista para o programa Pânico na TV na praia de Tambaba

Já foi sede de um congresso internacional de naturismo e tem condições de pleitear outro, tal foi o sucesso e a organização do evento.

O Open Surf realizado dentro do Congresso Brasileiro de Naturismo
O Open Surf realizado dentro do Congresso Brasileiro de Naturismo

A Paraíba e a cidade do Conde mostraram o naturismo brasileiro para o mundo e os países que aqui estiveram se encantaram com a recepção e a beleza da praia.

A beleza das falésias de Tambaba
A preservação das falésias significa muito ao meio ambiente

úrú! Hárá! A Tambaba é nossa!